Blog - Eventos

Postado em 06 de Dezembro de 2013 às 15h31

Densidade Óssea e Atividade Física

Dicas de Saúde (13)
Training Park Academia Novo Conteúdo 23 Muito se fala sobre os benefícios ou malefícios dos efeitos do sol sobre a população, das suas implicações no que se refere aos horários adequados para sua...

Muito se fala sobre os benefícios ou malefícios dos efeitos do sol sobre a população, das suas implicações no que se refere aos horários adequados para sua exposição, se tornando um assunto polêmico.

Muito se fala também da Osteoporose e seus prejuízos, embora já tenhamos comprovado pela ciência alguns fatores importantes quando se fala em ganho de massa óssea, até porque existem pesquisas citadas em artigos médicos onde revelam que, pessoas acamadas, mesmo realizando exercícios físicos ou fisioterápicos, deitados de costas não reverteram a perda de massa óssea decorrente da sua inatividade. Em contrapartida, pessoas nas mesmas condições, mas que conseguiram ficar de pé por três horas diárias, impediram o decréscimo da perda óssea.

Entendendo o processo de construção do osso (osteoblasto) e o da destruição do osso (osteoclasto), ele se assemelha ao processo de hipertrofia do músculo, onde após sofrer uma carga pesada de treino o mesmo reage através do crescimento. Caso tenha atingido uma sobrecarga muito intensa de treino, pode ocorrer o efeito contrário (catabolismo). O que vale ressaltar é que o osso precisa sofrer um impacto, sofrer uma pressão nas suas extremidades a fim de estimular a massa óssea.

Sabendo que os impactos gerados pelos exercícios físicos estimulam os hormônios do crescimento, também os hormônios sexuais e as células de crescimento ósseo, concluímos os grandes benefícios de diferentes atividades físicas como: musculação, hidroginástica, corrida, jump, step e caminhadas.

Também não podemos deixar de citar outro efeito fisiológico ocorrido neste processo que é o estímulo elétrico, que é uma das propriedades do tecido ósseo, que através do treino da elasticidade (alongamento), geram uma corrente elétrica que atrai as células construtoras do osso. Mas muito importante ainda é ressaltar o papel do Profissional de Educação Física em bem prescrever a atividade específica para cada caso, atuando ora na prevenção ora com fins terapêuticos, trabalhando as individualidades com segurança.

Concluindo, comprovada a melhora da densidade óssea do indivíduo, sugerimos a prática regular da atividade de Musculação que em função da segurança proporcionada pelos equipamentos, posição anatômica e isolamento dos grupos musculares trabalhados, nos proporcionam condições de realizarmos a busca da melhor saúde dos ossos, que somados a ação da gravidade, alimentação adequada e a devida exposição ao sol, nos proporcionarão um melhor índice de qualidade de vida.



Prof. Regis Soares
Cref 03/SC nº 00009-G
Personal Trainer Fitness e Pilates
Training Park Personal Academia
Chapecó - SC

Veja também

Sedentarismo aos 40 prejudica a saúde do cérebro02/05/16De acordo com um novo estudo, pessoas sedentárias na meia-idade podem ter redução do volume cerebral e envelhecimento acelerado Ser sedentário aos 40 anos pode contribuir para o envelhecimento e redução do volume cerebral na terceira idade. É o que diz um estudo publicado recentemente na revista científica Neurology. A pesquisa, realizada por cientistas da Universidade de Boston, nos Estados Unidos, analisou 1.583 pessoas, com, em média 40 anos, sem demência ou doenças......
Alongamento - Sua Importância e Sua Relação06/12/13 Na sua ampla maioria, o histórico literário sobre o alongamento dá a devida importância sobre o uso do alongamento antes e/ou depois da prática da atividade física, atuando efetivamente no aquecimento gradual das......
Oportunidades em suas mãos!06/12/13 Essas informações não são nada surpreendentes. Foi anunciado na Conferência Internacional de Economistas da Agricultura da Austrália que, pela primeira vez, o número de pessoas acima do peso superou o......

Voltar para Blog